Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Gabão: Oposição contesta resultado das presidenciais na justiça

Gabão: Oposição contesta resultado das presidenciais na justiça
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No Gabão, Jean Ping, o candidato da oposição, apresentou um recurso no Tribunal Constitucional para impugnar os resultados das eleições presidenciais, que ocorreram a 27 de agosto e levaram à reeleição do presidente Ali Bongo.

Um dia depois do escrutínio, Ping proclamava-se vencedor, mas a Comissão Eleitoral Nacional do país acabou a dar vitória a Bongo.

“Se os gaboneses não se reconhecerem na decisão do Tribunal Constitucional, estarei do lado deles, do lado do povo, para pedir que o artigo 9. da Constituição seja respeitado”, disse o candidato da oposição.

Ping obteve 48,23% dos votos perdendo para Bongo com 49,80%. Uma diferença de 5.594 votos, num universo de 627.805 eleitores.

Com dúvidas quanto à transparência do escrutínio, a chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini, e o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Jean-Marc Ayrault, exigiram a divulgação dos resultados de todas as assembleias de voto.

O Presidente do Gabão acusou a União Europeia e o governo francês de terem excedido o papel da sua missão no país.

“Já dei provas de que sou um democrata e sou a favor do Tribunal Constitucional assumir o caso para que possa confirmar a minha eleição. É disso que estou à espera”, disse Ali Bongo.

A divulgação oficial dos resultados provocou protestos no país e levou as forças da segurança a usar gás lacrimogéneo contra os manifestantes.

Pelo menos três pessoas morreram e 800 foram detidas.