Fiat Chrysler acusada de usar software para corromper testes de poluentes nos Estados Unidos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Fiat Chrysler acusada de usar software para corromper testes de poluentes nos Estados Unidos

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos acusa o grupo Fiat Chrysler de usar um software que permite corromper os testes de emissões poluentes dos veículos.

A situação não é idêntica à da Volkswagen, pelo menos para já. Ainda não podemos tirar conclusões. A investigação está em curso. No caso da Volkswagen, tratou-se de uma fraude deliberada. Eles sabiam o que estavam a fazer. Neste caso, não se sabe se é essa a situação.

Michelle Krebs analista da Autotrader

A alegada fraude envolve cerca de cem mil viaturas com motores a diesel, vendidos no mercado norte-americano.

Em comunicado, a Fiat Chrysler negou que tenha havido fraude e garantiu que os seus veículos a diesel cumprem todos os requisitos.

“A situação não é idêntica à da Volkswagen, pelo menos para já. Ainda não podemos tirar conclusões. A investigação está em curso. No caso da Volkswagen, tratou-se de uma fraude deliberada. Eles sabiam o que estavam a fazer. Neste caso, não se sabe se é essa a situação”, salientou Michelle Krebs, a analista norte-americana da Autotrader.

As suspeitas de fraude recaem ainda sobre a Renault. A justiça francesa anunciou que vai investigar os procedimentos da empresa em matéria de controlo das emissões poluentes. A notícia levou à queda de 4% do valor das ações da Renault na bolsa de Paris.