Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Taxistas espanhóis aderem massivamente a greve de 24 horas

Taxistas espanhóis aderem massivamente a greve de 24 horas
Tamanho do texto Aa Aa

Os que não sabiam o que estava a acontecer, poucas hipóteses tiveram de passar ao lado desta manifestação de milhares de taxistas em Madrid. Foi uma das mobilizações mais ilustrativas da greve de 24 horas convocada para toda a Espanha, em protesto contra a concorrência dos novos serviços de transporte de passageiros.

"A lei diz que só pode haver 1 Uber ou Cabify por cada 30 táxis. Mas a lei não está a ser implementada", dizia um dos manifestantes.

Outro salientava o seguinte: "É simples: estou farto de ter de passar horas na rua a lutar para no final ver o meu trabalho e o pão dos meus filhos serem-me tirados. A casa da minha mãe está hipotecada. Tenho o salário da minha mulher, mas se o táxi não der, isto descamba tudo".

Segundo o jornal El País, a Federação Espanhola de Táxis, que reagrupa 70% de todos os motoristas registados no país, anunciou que, na capital, a paralisação teve uma adesão de 100%.