A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Detidos dez suspeitos do homicídio da jornalista Caruana Galizia

Detidos dez suspeitos do homicídio da jornalista Caruana Galizia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades maltesas anunciaram a detenção de dez suspeitos na sequência da investigação relativa ao assassinato da jornalista Daphne Caruana Galizia, no dia 16 de outubro. O caso tem sido acompanhado ao mais alto nível no país e o anúncio foi feito pelo próprio primeiro-ministro. Joseph Muscat começou por revelar a detenção de oito cidadãos de nacionalidade maltesa e com antecedentes criminais, tendo posteriormente elevado o número para dez através da sua conta de Twitter.

Os investigadores consideram que os detidos foram os responsáveis pela preparação do explosivo que custou a vida à jornalista mas Muscat jogou pelo seguro e recusou dizer se já tinham chegado aos cérebros do atentado.

Daphne Caruana Galizia era conhecida por denunciar vários casos de corrupção e o narcotráfico na ilha, investigava atualmente a ligação da classe política do país, incluindo o primeiro-ministro, aos "Papéis do Panamá."