Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Vulcão continua a representar perigo

Vulcão continua a representar perigo
Direitos de autor
REUTERS/Luis Echeverria
Tamanho do texto Aa Aa

A euronews falou com Tamsim Mather, vulcanóloga da Universidade de Oxford, que nos explicou em que medida o Vulcão de Fogo continua a representar um perigo para as populações circundantes:

"Há ainda explosões no vulcão e tenho a certeza de que continuará a deixar todos bastante nervosos, porque há alguma incerteza acerca da dimensão [dessas explosões]. A expetativa é de que volte agora à sua atividade regular. Mas um dos grandes perigos é as avalanches de lama vulcânica. É a época das chuvas na Guatemala. Por isso, se houver uma grande precipitação, a cinza e outros materiais piroclásticos do vulcão podem ser transportados nesses fluxos de lama e ser também bastante mortíferos."

Pelo menos três aldeias desapareceram debaixo das toneladas de cinza expelidas naquela que é a maior erupção do vulcão desde 1974. Para além da tragédia humana, peritos calculam que tenham ficado completamente destruídas as explorações agrícolas num raio de cinco quilómetros.