EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Em exclusivo à euronews, Ortega acusa EUA de desestabilizarem a Nicarágua

Em exclusivo à euronews, Ortega acusa EUA de desestabilizarem a Nicarágua
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Daniel Ortega regressou em 2007 ao poder, depois de um primeiro mandato nos anos 80.

PUBLICIDADE

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, acusa os Estados Unidos de estarem a financiar as manifestações que duram há vários meses contra o governo sandinista. A repressão dos protestos, por parte da polícia e de forças paramilitares, fez várias centenas de mortos desde meados de abril, mas Ortega rejeita as responsabilidades, numa entrevista exclusiva ao repórter Óscar Valero, da euronews.

"Está nas contas da administração americana e de várias organizações. Mandam dinheiro a estas pessoas. Isso é público, Está lá quanto dinheiro mandam para a Nicarágua, segundo eles dizem, para promover a democracia. Usam esses fundos para desestabilizar o país", disse Ortega.

Apesar da repressão, as manifestações não dão sinal de terminar. Ortega regressou ao poder em 2007, mais de 20 anos depois de um primeiro mandato, nos anos 80, em que enfrentou a guerrilha dos Contras, apoiada pelos Estados Unidos. Tanto Ortega como a mulher, Rosario Murillo, nomeada vice-presidente do país, enfrentam uma onda de contestação, agravada desde o anúncio de uma reforma na segurança social.

A entrevista exclusiva a Daniel Ortega pode ser vista, na íntegra, a partir desta terça-feira (31) à noite.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mais de 100 detidos em protestos na Nicarágua

Conheça Itzae, o raro puma albino nascido na Nicarágua

Mike Pence confiante de que apoio à Ucrânia está prestes a ser desbloqueado no Congresso dos EUA