Última hora

Última hora

Milhares de pessoas no adeus às vítimas do ataque de Querche

Em leitura:

Milhares de pessoas no adeus às vítimas do ataque de Querche

Milhares de pessoas no adeus às vítimas do ataque de Querche
@ Copyright :
Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

O último adeus às vitimas da tragédia de Querche levou milhares de pessoas à praça principal da cidade portuária da Crimeia, esta sexta-feira.

"Acabamos de nos despedir de dois jovens que eu conhecia."

Viktoria Habitante de Querche

Dois dias depois da tragédia, o sentimento de revolta perante o ataque terrorista, à mão armada, que tirou a vida a 20 pessoas, continuaa estava presente.

"Acabamos de nos despedir de dois jovens que eu conhecia.", admitiu à Euronews uma habitante de Querche. Esta é uma das frases mais ouvidas na cidade. Querche é uma cidade pequena e toda a gente se conhece.

"Uma das vítimas era minha aluna, a outra era amiga da minha filha.", admitiu outra habitante.

"Era um bom menino, nosso vizinho...chegamos a brincar com ele, ainda criança, jogavamos à bola...(...)", contou uma outra habitante de Querche à repórter da Euronews.

Os caixões de 17 das 20 vítimas mortais foram colocados, de forma alinhada, na praça principal. Cada caixão tinha um altar com fotografias alegres, a pedido das famílias.

Os familiares, amigos e professores das vítimas estão a ser acompanhados por médicos e psicólogos.

Ataque à mão armada

Reuters
Imagens de Vladislav Roslyakov, autor do ataque, a comprar a arma do crimeReuters

O autor do ataque foi identificado como Vladislav Roslyakov, um jovem de 18 anos, aluno da Escola Politécnica de Querche, a mesma onde entrou à mão armada.

Foram partilhadas fotografias do autor a comprar a arma do crime, dias antes do ataque, como se pode ver na imagem acima.