Última hora

Milhares de pessoas no adeus às vítimas do ataque de Querche

Milhares de pessoas no adeus às vítimas do ataque de Querche
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O último adeus às vitimas da tragédia de Querche levou milhares de pessoas à praça principal da cidade portuária da Crimeia, esta sexta-feira.

"Acabamos de nos despedir de dois jovens que eu conhecia."

Viktoria Habitante de Querche

Dois dias depois da tragédia, o sentimento de revolta perante o ataque terrorista, à mão armada, que tirou a vida a 20 pessoas, continuaa estava presente.

"Acabamos de nos despedir de dois jovens que eu conhecia.", admitiu à Euronews uma habitante de Querche. Esta é uma das frases mais ouvidas na cidade. Querche é uma cidade pequena e toda a gente se conhece.

"Uma das vítimas era minha aluna, a outra era amiga da minha filha.", admitiu outra habitante.

"Era um bom menino, nosso vizinho...chegamos a brincar com ele, ainda criança, jogavamos à bola...(...)", contou uma outra habitante de Querche à repórter da Euronews.

Os caixões de 17 das 20 vítimas mortais foram colocados, de forma alinhada, na praça principal. Cada caixão tinha um altar com fotografias alegres, a pedido das famílias.

Os familiares, amigos e professores das vítimas estão a ser acompanhados por médicos e psicólogos.

Ataque à mão armada

Reuters
Imagens de Vladislav Roslyakov, autor do ataque, a comprar a arma do crimeReuters

O autor do ataque foi identificado como Vladislav Roslyakov, um jovem de 18 anos, aluno da Escola Politécnica de Querche, a mesma onde entrou à mão armada.

Foram partilhadas fotografias do autor a comprar a arma do crime, dias antes do ataque, como se pode ver na imagem acima.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.