Última hora

Trump culpa democratas pela morte das crianças na fronteira

Trump culpa democratas pela morte das crianças na fronteira
Direitos de autor
REUTERS
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Duas crianças imigrantes perderam a vida, na fronteira dos EUA, enquanto estavam sob custódia das autoridades norte-americanas.

Donald Trump não tem qualquer problema em encontrar culpados e, foi claro, através do Twitter.

"Qualquer morte, de crianças ou adultos, é estritamente culpa dos democratas e das patéticas políticas de imigração que permitem que as pessoas façam um longa viagem a pensar que podem entrar no nosso país ilegalmente. Não podem.", escreveu Donald Trump.

Para o presidente norte-americano, a solução é a construção de um muro a separar México e EUA, ideia que vem já desde a campanha eleitoral de 2016 e que Trump não quer deixar ficar para trás.

"Se tivéssemos um muro, eles nem sequer tentariam!", escreveu o presidente norte-americano.

A morte de Felipe Gomez Alonzo, de 8 anos - a segunda criança proveniente da Guatemala a morrer este mês depois de ser levada sob custódia pelas autoridades dos EUA, na fronteira - provocou indignação de vários ativistas defensores de direitos humanos.

As mortes estão a ser investigadas, depois de um pedido feito pelos democratas na Câmara dos deputados e no senado.

"As duas crianças em questão estavam muito doentes antes de serem entregues à polícia fronteiriça.", escreveu Trump numa outra publicação."O pai de um dos meninos disse que não era culpa deles, mas que não lhe dava água há dias.", admitiu Trump.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.