EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Guaidó denuncia intenções do governo de Maduro

Guaidó denuncia intenções do governo de Maduro
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Governo de Maduro responde com jornada de cuidados médicos gratuitos na fronteira com a Colômbia

PUBLICIDADE

O presidente da assembleia nacional da Venezuela disse esta segunda-feira que o regime de Nicolas Maduro está a tentar impedir a entrada da ajuda humanitária no país como "forma de ignorar o fracasso do governo".

Juan Guaidó falava em Caracas, numa conferência de imprensa que marcou o quinto aniversário da detenção de Leopoldo López, líder do partido da oposição "Vontade Popular".

“Noventa por cento do país que está aqui representado fala de ajuda humanitária, de um momento de emergência, do Plano País, do futuro, do progresso para os seus filhos. Podemos distinguir a agenda de quem está a usurpar funções daqueles que querem mudanças e uma transição concreta", disse o presidente da assembleia nacional.

Também esta segunda feira, Jorge Rodríguez, ministro da Comunicação e Informação, anunciou uma jornada de cuidados médicos gratuitos na fronteira com a Colômbia e a realização de um concerto pela paz

"Na sexta-feira, 22 de fevereiro, e sábado, 23 haverá um grande concerto na Ponte Internacional Simón Bolívar, no lado venezuelano, que será uma mensagem para todo o mundo" disse o alto funcionário governamental.

O anúncio do Governo venezuelano surge depois do empresário britânico Richard Branson anunciar a realização do concerto "Venezuela Aid Live" durante o qual espera recolher 100 milhões de dólares para ajuda humanitária.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Maduro fecha fronteira com o Brasil e pondera fazer o mesmo com a Colômbia

Delegação do Parlamento Europeu proibida de entrar na Venezuela

Guaidó dá prazo para ajuda humanitária entrar na Venezuela