A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Volkwagen: 12 mil milhões de lucros e 7 mil supressões de empregos

Volkwagen: 12 mil milhões de lucros e 7 mil supressões de empregos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Apesar dos mais de 12 mil milhões de euros de lucros líquidos em 2018, o gigante automóvel alemão, Volkswagen, anunciou a supressão de cinco a sete mil postos de trabalho nos próximos quatro anos.

O grupo diz, no entanto, que não haverá despedimentos compulsivos, apenas antecipações de reforma, que, até 2023, permitirão a saída de cerca de sete mil pessoas.

O objetivo é conseguir uma poupança de 5,9 mil milhões euros anuais a partir de 2023 e fazer a transição progressiva para os carros elétricos, como explica o presidente, Herbert Diess: "Até 2050, queremos tornar todo o grupo Volkswagen neutro em CO2. Isso incluirá não apenas os veículos que fabricamos mas também a nossa própria pegada industrial de CO2."

O grupo alemão tenciona produzir 22 milhões de veículos elétricos no prazo de dez anos e lançar 70 modelos de carros elétricos durante esse período. A produção começa já este ano e a marca acredita que as encomendas estarão esgotadas antes mesmo de o modelo ser apresentado em setembro.

Os escândalos do diesel terão servido para este gigante das vendas acelerar a transição entre os lucros poluentes e os lucros mais amigos do ambiente.