Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Chefe do Exército propõe afastamento de Bouteflika

Chefe do Exército propõe afastamento de Bouteflika
Tamanho do texto Aa Aa

O chefe do Estado-Maior do Exército da Argélia causou surpresa, com uma proposta para a saída da crise no país: o general Ahmed Gaid Salah pediu que o presidente, com um fraco estado de saúde, seja declarado inapto para exercer o poder, ou que Abdelaziz Bouteflika apresente simplesmente a demissão, um mês depois do início do movimento de contestação popular.

Salah defendeu o lançamento do procedimento previsto no artigo 102 da Constituição argelina, aplicável quando o presidente "se encontra na impossibilidade de exercer funções, devido a uma doença grave e duradoura".

Face à pressão popular, Bouteflika tinha renunciado a uma candidatura a um novo mandato, mas também adiado por tempo indefinido as eleições previstas para abril, prolongando de facto as rédeas no poder, que detém desde 1999.