A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Christine Lagarde: "Brexit sem acordo teria sido um resutado terrível"

Christine Lagarde: "Brexit sem acordo teria sido um resutado terrível"
Direitos de autor
REUTERS/Yves Herman
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O pior, para já, foi evitado. É assim que a diretora do Fundo Monetário internacional (FMI) vê a extensão do prazo para o Brexit até 31 de Outubro.

Durante uma conferência em Nova Iorque, Christine Lagarde manifestou sinais de alívio por ter sido descartado o Brexit sem acordo, que aconteceria já esta sexta-feira.

"Isto elimina o risco do Brexit sem acordo em 12 de abril (...). Por outro lado, é óbvio que continua a incerteza e as coisas não se resolvem só por se atrasar aquilo que teria sido um resultado terrível, porque acreditamos que - em termos de consequências económicas - o Brexit sem acordo teria sido um resultado terrível."

O FMI já tinha alertado que uma saída sem acordo causaria um impacto fortemente negativo na economia do Reino Unido, talvez ainda maior do que o cenário difícil previsto quer pelo governo, quer pelo Banco de Inglaterra.