Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Sri Lanka proíbe vestuário que tape o rosto

Sri Lanka proíbe vestuário que tape o rosto
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Sri Lanka proibiu o uso de qualquer peça de roupa que tape o rosto em público, incluindo as “burcas” e os “niqab”, vestuário usado pelas mulheres muçulmanas.

O país continua em estado de emergência. Segundo o presidente, neste momento a cara coberta é uma "ameaça nacional e pública” porque dificulta a identificação das pessoas.

A medida entra em vigor esta segunda-feira, duas semanas depois dos atentados do Domingo de Páscoa. Nos últimos dias, vários responsáveis islâmicos pediram às mulheres muçulmanas para não cobrirem o rosto com receio de reações violentas depois dos ataques reivindicados pelo estado islâmico.

Num país de maioria budista, os muçulmanos representam cerca de 10% dos cerca de 21 milhões de habitantes.