Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Áustria: Ministros da extrema-direita demitem-se

Áustria: Ministros da extrema-direita demitem-se
Direitos de autor
REUTERS/Leonhard Foeger
Tamanho do texto Aa Aa

A Áustria entrou numa espiral política descendente com a demissão em bloco, esta segunda-feira, dos ministros do Partido da Liberdade.

A decisão dos dirigentes da formação de extrema-direita ocorreu após o chanceler, Sebastian Kurz, do Partido Popular, ter anunciado o afastamento do ministro do Interior, Herbert Kickl.

Kurz anunciou que os ministros serão substituídos por especialistas até à tomada de posse do próximo Executivo, após a eleições que deverão ocorrer em setembro.

"O Partido da Liberdade - e vocês, provavelmente, testemunharam isso - anunciou que abandonaria completamente o Governo se o ministro do Interior fosse deposto. Se for esse o caso - e presumo que isso esteja correto depois deste anúncio -, concordei com o Presidente que queremos garantir a estabilidade até às eleições. Portanto, vamos preencher os cargos vagos nos ministérios com especialistas e altos funcionários públicos", anunciou.

A crise política estalou, no sábado, com a demissão do vice-chanceler e líder da extrema-direita, Heinz-Christian Strache, após a divulgação de um vídeo onde promete a adjudicação de contratos públicos, a uma alegada sobrinha de um magnata russo, em troca de apoio financeiro.