A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"Coletes amarelos" protestam contra UE

"Coletes amarelos" protestam contra UE
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de duas dezenas de pessoas foram detidas, na tarde de domingo, em Bruxelas na sequência de confrontos entre a polícia e manifestantes dos "coletes amarelos".

Um grupo de cerca de 250 manifestantes protestou, no centro da capital belga, contra a União Europeia que classificaram de "antidemocrática" e ultraliberal.

A polícia cercou os manifestantes uma vez que o protesto não foi autorizado oficialmente.

As medidas de segurança foram reforçadas, em Bruxelas, no domingo, devido às eleições europeias, regionais de federais.

"É um grupo elitista, que não se importa com as pessoas. Por isso, viemos aqui para denunciar este jogo, para dizer que as eleições não bastam, para dizer que as pessoas devem estar mais envolvidas no processo político", afirmou um dos manifestantes.

Os confrontos com as autoridades tiveram início após os manifestantes começarem a apedrejar a sede do Partido Socialista belga.

A polícia foi obrigada a recorrer a gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes.

Além das 20 detenções, dezenas de pessoas foram identificadas pelas autoridades belgas.

As manifestações dos "coletes amarelos", começaram em França, em novembro, em protesto contra o aumento do custo de vida, espalhando-se depois um pouco por toda a Europa.