Trump reage à provocação de Rouhani sobre "atrasados mentais"

Trump reage à provocação de Rouhani sobre "atrasados mentais"
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente norte-americano não achou piada às declarações do chefe de Estado iraniano e promete responder a qualquer ataque.

PUBLICIDADE

Donald Trump já reagiu às palavras do presidente iraniano Hassan Rouhani, que disse que "havia atrasados mentais na Casa Branca".

Através do Twitter, o presidente americano disse que "com destas palavras ignorantes e insultuosas, o Irão mostra que não entende a realidade". Os Estados Unidos, diz Trump, "vão responder com força a qualquer ataque do Irão. O tempo de John Kerry e Barack Obama já passou".

As palavras de Rouhani foram uma resposta às ultimas sanções norte-americanas. O braço-de-ferro intensificou-se desde que os Estados Unidos acusaram o Irão de ter bombardeado dois petroleiros no golfo de Omã. O chefe da diplomacia norte-americana, Mike Pompeo, comentou as palavras de Rouhani durante a visita a Cabul, no Afeganistão: "É um comportamento imaturo e infantil. Quero que saibam que os Estados Unidos vão manter-se firmes na tomada das posições que o presidente delineou na sua estratégia", disse.

O aumento da tensão entre o Irão e os Estados Unidos está a preocupar também a França, país membro permanente do Conselho de Segurança da ONU. O ministro dos Negócios Estrangeiros Jean-Yves Le Drian disse: "Uma quebra, por parte do Irão, do acordo sobre a energia nuclear seria um erro grave e uma resposta errada à pressão exercida pelos Estados Unidos".

Os Estados Unidos decidiram abandonar unilateralmente o acordo assinado em 2015 e desde então a tensão não fez senão subir. O último episódio foi o abate de um drone americano por parte do Irão. Trump terá mesmo decidido responder com um ataque militar, mas recuou no último momento.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Homem imolou-se no exterior do tribunal onde Donald Trump está a ser julgado

Trump recebeu presidente polaco em Nova Iorque para reunião "amigável"

Processo de seleção do júri promete atrasar julgamento de Trump