Última hora

Swedbank acusado de violar sanções dos EUA à Rússia

Swedbank acusado de violar sanções dos EUA à Rússia
Tamanho do texto Aa Aa

O Swedbank está envolvido em mais um escândalo depois da televisão pública sueca ter revelado uma transferência superior a um milhão de euros para os Estados Unidos. De acordo com a reportagem, a transferência foi feita através da filial báltica do banco e na origem está uma empresa de armas russa, o que viola as sanções norte-americanas contra a Rússia.

O dinheiro teve como destino a subsidiária norte-americana da Kalashnikov, que pode continuar a operar nos Estados Unidos desde que não receba apoio financeiro da casa-mãe.

Jens Henriksson, diretor-executivo do Swedbank, já admitiu estar horrorizado com a informação e prometeu uma investigação para apurar a verdade.

É a segunda grande dor de cabeça para o Swedbank em 2019. Está atualmente em curso uma investigação devido às suspeitas de lavagem de dinheiro num valor superior a 200 mil milhões de euros, um escândalo que também envolve a filial báltica do banco sueco.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.