EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Kremlin admite encontro entre Putin e Erdogan

Kremlin admite encontro entre Putin e Erdogan
Direitos de autor TURKISH DEFENCE MINISTRY / AFP
Direitos de autor TURKISH DEFENCE MINISTRY / AFP
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ancara pede fim da ofensiva síria, Moscovo admite necessidade de mudar de estratégia

PUBLICIDADE

Chega de crimes contra a Humanidade. O apelo foi feito pela Turquia no dia em que foram a enterrar 33 militares mortos na sequência de um raide aéreo na província de Idlib, na Síria. Só este mês, já perderam a vida mais de meia centena de soldados turcos na última região controlada pelos rebeldes. Ancara pede um ponto final aos ataques e a NATO está solidária.

No entanto, como acontece invariavelmente num conflito armado, todos têm sangue nas mãos e a retaliação turca provocou mais de duas dezenas de mortos entre os combatentes do regime sírio. Também os russos, que têm apoiado as forças de Bashar al-Assad, acreditam ter chegado o momento de mudar a estratégia.

Para Sergei Lavrov, Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, é preciso um "acordo sobre como ajudar os países da região, sobre como os ajudar a alcançar paz e estabilidade" e chegou o momento de "colocar de parte os métodos neocoloniais usados para conduzir os negócios nesta parte do mundo".

O Kremlin acrescentou ainda que de acordo com as informações fornecidas por Ancara, não deveriam existir forças turcas no local onde foi efetuada a ofensiva. Apesar das acusações, dizem estar abertos ao diálogo.

Ambas as forças parecem ter chegado a um impasse militar e a solução política começa a ganhar força. De acordo com o Kremlin, a possibilidade de um encontro entre Vladimir Putin e Recep Tayyip Erdoğan num futuro próximo é real.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turquia confirma ofensiva na Síria

Bombardeamentos turcos contra milícias curdos faz pelo menos 20 mortos

Ataque russo em zona controlada pelos rebeldes sírios mata dois civis