EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Família de Rayshard Brooks pede condenação do agente

Família de Rayshard Brooks pede condenação do agente
Direitos de autor Brynn Anderson/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Brynn Anderson/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Homem negro de 27 anos foi morto pela polícia em plena onda de manifestações "Black Lives Matter".

PUBLICIDADE

A família de Rayshard Brooks pede que o polícia responsável pela morte do norte-americano de 27 anos, em Atlanta, seja condenado.

A viúva de Brooks, Tomika Miller, apareceu em lágrimas numa conferência de imprensa, onde apelou também ao bom senso dos manifestantes: "Estou agradecida por tudo o que estão a fazer. Espero que os protestos se mantenham pacíficos. Isso seria maravilhoso, porque é uma forma de manter o nome dele como algo de positivo", disse.

A morte de Brooks, um negro, aconteceu em plena onda de manifestações do movimento "Black Lives Matter" causada pela morte de George Floyd, no final do mês passado.

Brooks foi morto a tiro depois de uma altercação com a polícia, em que resistiu à detenção e roubou um taser ao agente que disparou. Antes, tinha sido alvo de um controlo de alcoolemia positivo. A autópsia confirmou que foi morto pelas costas.

Diz Tiara Brooks, uma prima da vítima: "A única forma de curar estas feridas é com uma condenação e uma mudança drástica na polícia. Mas a verdadeira justiça nunca vai prevalecer, porque nunca conseguiremos trazer Rayshard Brooks de volta".

A única forma de curar estas feridas é com uma condenação e uma mudança drástica na polícia.
Tiara Brooks
Prima de Rayshard Brooks

Atlanta voltou a ser palco de manifestações contra a polícia, desta vez pacíficas. Na noite em que Brooks foi morto, os manifestantes incendiaram o restaurante à porta do qual se deu o encontro fatal.

A presidente da câmara de Atlanta, Keisha Lance Bottoms, anunciou reformas na polícia, incluindo formação obrigatória na desescalada de situações que podem levar a um desfecho fatal e intervenção dos polícias sempre que virem um colega usar força excessiva. O nome de Lance Bottoms tem sido falado como possível candidata a vice-presidente dos EUA na lista de Joe Biden.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polícia evacua acampamento de manifestantes pró-Palestina

Absolvição de polícias acusados de matar homem negro causa revolta nos EUA

Centro de Nova Iorque ocupado por protestos contra combustíveis fósseis