Última hora
This content is not available in your region

Autrália e Nova Zelândia acolhem Mundial feminino de futebol em 2023

euronews_icons_loading
United States' Megan Rapinoe lifts up a trophy after winning the Women's World Cup final soccer match between US and The Netherlands at the Stade de Lyon, France
United States' Megan Rapinoe lifts up a trophy after winning the Women's World Cup final soccer match between US and The Netherlands at the Stade de Lyon, France   -   Direitos de autor  Alessandra Tarantino/Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

A Austrália e a Nova Zelândia vão acolher o próximo Mundial feminino de futebol em 2023.

A candidatura conjunta levou a melhor sobre a Colômbia, o único país que também queria acolher a prova, depois de Japão e Brasil terem retirado as respetivas candidaturas no início deste mês.

O Presidente da FIFA, Gianni Infantino, anunciou também que "a partir do Campeonato Mundial de Futebol de 2023, haverá 32 seleções participantes em vez de 24, pelo que se tornará ainda mais global e terá um impacto positivo muito maior no desenvolvimento do futebol feminino".

O sétimo mundial feminino vai decorrer entre julho e agosto de 2023 em sete cidades australianas e cinco da Nova Zelândia, com a final a realizar-se em Sydney.

Os Estados Unidos são o campeão em título e já venceram a prova por quatro vezes. A Alemanha tem dois títulos, Noruega e Japão já venceram a prova uma vez.