Última hora
This content is not available in your region

Dia da Tomada da Bastilha em tempos de coronavírus

euronews_icons_loading
Dia da Tomada da Bastilha em tempos de coronavírus
Direitos de autor  Ludovic Marin/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Comemorações do Dia da Tomada da Bastilha sob o signo do coronavírus: este ano, o tradicional desfile militar nos Campos Elíseos foi substituído por um tributo, na Praça da Concórdia, aos profissionais de saúde empenhados no combate contra a pandemia em França.

De acordo com o comunicado da presidência francesa, a cerimónia foi "reduzida a dois mil participantes e cerca de 2500 convidados, cumprindo as regras do distanciamento social".

Para além de médicos e enfermeiros, o aniversário serviu também para homenagear condutores de ambulâncias, funcionários dos correios e trabalhadores de supermercados, entre outros, que permitiram manter os serviços considerados essenciais durante a crise sanitária.

Sem as tradicionais comitivas estrangeiras,a cerimónia contou no entanto com a presença do diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus.