Última hora
This content is not available in your region

Aproximação da Sérvia recebida com ceticismo na capital do Kosovo

euronews_icons_loading
Estivemos em Pristina para sentir o pulso kosovar nesta aproximação à Sérvia
Estivemos em Pristina para sentir o pulso kosovar nesta aproximação à Sérvia   -   Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Sérvia e Kosovo retomaram o diálogo ao mais alto nível em Bruxelas, revelando abertura numa aproximação, mas ainda em posições políticas distantes.

O diálogo vai continuar sob mediação da União Europeia, mas, na capital kosovar, um residente questionado pela Euronews disse-nos desconhecer "o que está a ser conversado" em Bruxelas.

"Nem sabemos o que vão conversar no futuro sobre uma eventual nova solução", acrescentou Brahim Lokaj.

Também residente em Pristina, Argata Salehu, defendeu: "Se a Sérvia continuar no caminho que tem vindo a seguir contra o Kosovo, apenas a querer tirar-nos alguma coisa, então é melhor nem sequer continuar com o diálogo de todo."

O Kosovo e a Sérvia protagonizaram uma sangrenta guerra há mais de duas décadas. Em 2008, o Kosovo declarou a independência, não reconhecida em Belgrado, embora com muitos países, incluindo a larga maioria da União Europeia, a reconhecer a soberania kosovar.

Esse diferendo representa um obstáculo difícil à aproximação entre estes dois vizinhos. E agora também as recentes acusações pendentes sobre o Presidente do Kosovo, Hashim Thaçi, sobre alegados crimes de guerra cometidos durante o conflito nos Balcãs.

Mas esta semana, sob mediação europeia, em Bruxelas, o Presidente sérvio, Alexander Vucic, e o novo primeiro-ministro do Kosovo, Avdullah Hoti, tiveram um encontro aparentemente amigável. Pelo menos, pela forma como se cumprimentaram com um toque de cotovelo, a nova saudação universal em tempos de Covid-19.

União Europeia de volta "ao volante"

Para o Alto Representante da União Europeia, "vinte meses" desde o último encontro entre as duas partes "é muito tempo".

"Estou satisfeito por ver União Europeia de novo ao volante deste processo. O Presidente da Sérvia e o primeiro-ministro do Kosovo estão hoje em Bruxelas para o primeiro encontro frente-a-frente", afirmou quinta-feira Josep Borrel.

A reunião entre os líderes sérvio e kosovar aconteceu dias depois de a UE ter promovido uma primeira conversa entre os dois "vizinhos rivais", numa videoconferência em que também participaram Angela Merkel e Emmanuel Macron, os líderes da Alemanha e de França.

O enviado especial da Euronews à capital do Kosovo acrescenta ao processo "os desafios internos que ambos os líderes enfrentam".

"No Kosovo, Avdullah Hoti acabou de assumir funções e ainda tem de conseguir reunir o apoio do parlamento. Na Sérvia, Alexander Vucic tem enfrentado protestos e turbulência. Mas, depois do encontro em Bruxelas, ambos os lados podem reclamar vitória. A vitória de terem conseguido retomar o diálogo", conclui Jorgen Samso, a Euronews em Pristina.