Última hora
This content is not available in your region

Airbus altera contratos para por fim a diferendo com OMC

euronews_icons_loading
Airbus altera contratos
Airbus altera contratos   -   Direitos de autor  ..
Tamanho do texto Aa Aa

A Airbus anunciou, esta sexta-feira, que chegou a acordo com os Governos de Espanha e França para alterar alguns contratos de modo a eliminar os subsídios considerados ilegais pela Organização Mundial do Comércio.

O objetivo é colocar fim a um diferendo com os Estados Unidos da América de modo a suspender tarifas impostas à União Europeia.

As partes envolvidas aceitaram alterar os chamados contratos RLI relativos ao programa A350, de modo a estarem em conformidade com os parâmetros da OMC.

A medida foi bem recebida em Bruxelas. Numa declaração, divulgada nas redes sociais, o comissário europeu do comércio, Phil Hogan, afrimou que a Comissão Europeia exige o levantamento de imediato das "tarifas injustificadas" a produtos europeus. Caso contrário, a União Europeia "fará uso pleno dos seus próprios direitos de sanção".

Em outubro, do ano passado, a Organização Mundial do Comércio autorizou que os Estados Unidos aplicassem tarifas adicionais no cerca de 6 mil e 500 milhões de euros a produtos europeus, como retaliação das ajudas do bloco europeu à fabricante de aeronaves Airbus.

Bruxelas ameaça adotar medidas semelhantes, caso obtenha a aprovação da OMC, uma vez que Washington foi, também, considerado culpado por apoiar a Boeing.