Última hora
This content is not available in your region

Imigração ilegal continua em plena pandemia

euronews_icons_loading
Imigração ilegal continua em plena pandemia
Direitos de autor  Fabio Peonia/LaPresse
Tamanho do texto Aa Aa

A pandemia não impede os migrantes de rumarem até à Europa. E Itália, continua a ser um dos primeiros destinos para os refugiados que atravessam o mediterrâneo.

Esta segunda-feira, chegaram a Lampedusa perto de 100 migrantes. A chegada a terra é diferente, nos tempos de hoje, há medições de temperatura e máscaras para prevenir surtos nos centros de acolhimento.

As instalações que recebem centenas de migrantes em Lampedusa estão lotadas, é difícil manter o distancimento social e, caso haja casos covid-19, será impossível isolar os infetados, a queixa é do presidente da câmara da ilha, que diz que Lampedusa não tem capacidade para aguentar possíveis surtos de covid-19, tendo em conta que o fluxo de migrantes continua a ser o mesmo do que era antes da pandemia.

"Não é verdade que há menos migrantes do que antes. Há mais desembarques do que nunca porque as pessoas chegam em barcos mais pequenos. Não veremos mais desembarques com mais de quatrocentas ou duzentas pessoas ao mesmo tempo, mas recebemos 20 desembarques com 11, 20 ou 30 pessoas.", conta Salvatore Martello.

O medo de contágio nestes centros levou vários migrantes a pedir transferência para Sicília, outros acabaram por escapar para a ilha, de forma ilegal. As autoridades sicilianas dizem não ter instalações para que todos os refugiados fiquem de quarentena.