EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Forças federais retiradas de Portland mas Trump deixa aviso

Manifestantes têm confrontado as tropas federais mobilizadas em Portland
Manifestantes têm confrontado as tropas federais mobilizadas em Portland Direitos de autor Ankur Dholakia / AFP
Direitos de autor Ankur Dholakia / AFP
De  Francisco Marques com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Governadora do Oregon acordou desmobilização das tropas após conversa com Mike Pence. O Presidente admite voltar a intervir

PUBLICIDADE

A administração Trump e a Governadora democrata do estado de Oregon chegaram acordo para a retirada das tropas federais esta quinta-feira de Portland, cidade que se tornou epicentro dos protestos nos Estados Unidos contra o abuso de força das autoridades.

Kate Brown revelou pelo Twitter ter conseguido finalmente a retirada das forças federais após uma conversa com o vice-presidente dos Estados unidos, Mike Pence.

Na mesma publicação, a Governadora acusou os militares de se terem comportado como uma força invasora em Portland e se terem tornado numa fonte de violência durante os protestos iniciados no final de maio, motivados pelo homicídio de George Floyd sob o joelho de um polícia em Minneapolis.

A retirada das tropas federais está prevista para esta quinta-feira.

Kate Brown acrescentou que "a policia estatal do Oregon irá estar na baixa" de Portland para "proteger os direitos dos cidadãos do Oregon `a livre expressão e manter a paz".

"Vamos focalizar as exigências do movimento 'Black Lives Matter' ('a Vida dos Negros Importa') na justiça racial e na responsabilidade policial. É hora de uma ação corajosa na reforma das práticas da polícia", escreveu ainda a Governadora.

Donald Trump responde com aviso

O Presidente Donald Trump comentou o acordo com a Governadora Kate Brown recorrendo igualmente, e como é hábito, à rede social Twitter.

O chefe da Casa Branca enalteceu a intervenção do "Governo federal e da sua brilhante polícia" em Portland, garantindo que "se não tivessem entrado em Portland há uma semana, agora não haveria Portland". "Estaria queimada e arrasada", sublinhou.

Trump deixou ainda um aviso: "Se o autarca (de Portland) e a Governadora não pararem imediatamente o crime a violência cometidos por anarquistas e agitadores, o Governo Federal irá intervir e acabar o trabalho que a polícia local era suposto fazer."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Morte, violência e troca de acusações em Portland

Protestos sobem de tom em Portland perante anúncio de envio de agentes

"A Vida dos Negros Importa"