Última hora
This content is not available in your region

Segundo navio francês com auxílio já chegou a Beirute

euronews_icons_loading
Segundo navio francês com auxílio já chegou a Beirute
Direitos de autor  Hassan Ammar/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Um segundo navio de carga francês contendo auxílio humanitário e materiais de construção já chegou a Beirute na sequência da explosão do dia 4 de agosto.

Pelo menos 177 pessoas morreram e 6,500 ficaram feridas.

O juíz libanês encarregado da investigação emitiu um mandado de captura contra o diretor-geral da alfândega.

"O porta-helicópteros Tonnerre e o navio de carga Calao foram destacados, duas embarcações em cooperação com as forças francesas, que permitiram à França entregar 1000 toneladas de auxílio humanitário. Estas 1000 toneladas destinam-se,claro, ao povo libanês afetado por esta tragédia" adiantou Salina Grenet-Catalano, a Primeira Conselheira da Embaixada Francesa no Líbano.

Após a explosão registou-se um aumento na taxa de infeção por Covid-19.

Funcionários de saúde apelaram a um confinamento de duas semanas a fim de conter a pandemia.

O ministro libanês da saúde afirma que os hospitais estão a atingir o máximo de capacidade para tratar de pacientes com Covid-19.

As causas do incêndio que provocou a explosão quase 3 mil toneladas de nitrato de amónio permanecem desconhecidas. Muitos responsabilizam o governo e a elite política que acusam de corrupção.