Última hora
This content is not available in your region

Protestos e detenções continuam em Minsk

euronews_icons_loading
Protestos e detenções continuam em Minsk
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Nesta quarta-feira, décimo nono dia de protestos na capital da Bielorrússia, os manifestantes foram desmobilizado pela polícia antimotim.

Queriam falar com o presidente, mas Alexander Lukashenko recusou o diálogo com representantes da manifestação. Segundo informações de jornalistas no terreno dezenas de pessoas foram detidas.

As detenções aconteceram horas depois da Prémio Nobel da Literatura, Svetlana Alexievich, ter sido interrogada por ordem do presidente.

Alexievich é acusada de "minar a segurança nacional" por pertencer ao Conselho de Coordenação, um órgão criado pela oposição que o regime acusa de tentar tomar o poder ilegalmente.

A escritora recusou responder às perguntas sobre o seu papel no Conselho e apelou à união dos bielorrussos e ao diálogo.