Última hora
This content is not available in your region

"Não tenham medo do vírus"

euronews_icons_loading
"Não tenham medo do vírus"
Direitos de autor  NICHOLAS KAMM/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Sozinho, de punho fechado ou polegar erguido. Não fosse a máscara e Donald Trump teria conseguido driblar qualquer sinal de doença à saída do hospital militar Walter Reed, no estado norte-americano de Maryland.

Evan Vucci/AP
Trump à saída do hospital militar Walter ReedEvan Vucci/AP

Aos 74 anos, e depois de um tratamento de choque com medicamentos normalmente reservados aos casos mais graves de Covid-19, o presidente dos Estados Unidos quer mostrar-se pronto para voltar à campanha eleitoral,

Os médicos têm ainda reservas. "Continuamos todos cautelosamente optimistas e vigilantes, porque estamos num território pouco conhecido no que toca a um paciente que recebeu as terapias que ele recebeu tão cedo,"afirmou Sean Conley, médico pessoal do chefe de Estado norte-americano.

Na chegada à Casa Branca, Trump saiu mais uma vez sozinho do helicóptero. Não tinha comitiva a recebê-lo, mas não perdeu a noção de espectáculo que o caracteriza.

Ainda na varanda do número 1600 da Avenida da Pensilvânia retirou a máscara, desafiando todas as recomendações.

"Não deixem que o vírus vos domine, não tenham medo dele, vão vencê-lo!", disse, num vídeo divulgado pouco depois nas redes sociais.

Os Estados Unidos contam mais de 7 milhões e meio de casos de Covid-19 e mais de 215 mil mortes.

Donald Trump esteve três dias no hospital e há notícia de pelo menos 13 pessoas do gabinete do presidente dos Estados Unidos estão infetadas com Covid-19.