Última hora
This content is not available in your region

Nagorno-Karabakh sem sinais de tréguas

euronews_icons_loading
Nagorno-Karabakh sem sinais de tréguas
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Não há sinais de tréguas no conflito entre a Arménia e o Azerbaijão por causa de Nagorno-Karabakh.

Os Estados Unidos lançaram mais uma ofensiva diplomática para alcançar um entendimento, mas no terreno a batalha prossegue indiferente aos esforços de mediação.

O Secretário de Estado norte-americano teve reuniões em separado com os homólogos arménio e azeri. Mike Pompeo voltou a repetir aquele que tem sido o apelo da comunidade internacional nas últimas semanas: "por fim à violência e proteger os civis"

O Azerbaijão pode enfrentar a acusação de crime de guerra. Vídeos que mostram uma alegada execução de prisioneiros foram entregues no Conselho da Europa. As imagens terão sido verificadas pela BBC. Baku diz que são uma montagem.

O conflito entre arménios e azeris subiu de tom nas últimas semanas. Depois de uma longa pausa, os combates voltaram em força a 27 de setembro.

O enclave de Nagorno-Karabakh é oficialmente parte do Azerbaijão, mas é governado na prática por arménios. É assim desde 1988. Há 26 anos, com o fim da guerra no território, iniciaram-se negociações entre Baku e Erevan para encontrar uma soução.

Conversações de paz mediadas pelo chamado grupo de Minsk, criado no âmbito da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa.