Última hora
This content is not available in your region

Oposição bielorrussa inicia greve geral

euronews_icons_loading
Oposição bielorrussa inicia greve geral
Direitos de autor  AP/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Estudantes e trabalhadores bielorrussos saíram às ruas para uma greve geral contra o regime. A líder da oposição bielorrussa Svetlana Tikhanovskaya anunciou, segunda-feira, o início deste movimento de greve para pressionar a saída do presidente Alexander Lukashenko. Pelo menos 155 pessoas foram detidas esta segunda-feira.

"Esta manhã, trabalhadores de diferentes empresas anunciaram a greve e, infelizmente, a polícia de choque e o KGB começaram a dispersar e a prender os trabalhadores que anunciavam a greve. Portanto, é difícil prever o que acontecerá a seguir", disse Franack Viacorka, conselheiro para as Relações Internacionais da líder da Oposição Svetlana Tikhanovskaya.

A oposição acusa Alexander Lukashenko, no poder há 26 anos, de ter manipulado o resultado das últimas presidenciais, em que obteve 80% dos votos.

Exilada na Lituânia, a líder da Oposição bielorrussa pediu aos cidadãos para bloquearem as ruas, encerrarem os locais de trabalho, não utilizarem serviços estatais e retirarem o dinheiro dos bancos.