Última hora
This content is not available in your region

Quem controlará o Senado?

euronews_icons_loading
Quem controlará o Senado?
Direitos de autor  J. Scott Applewhite/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Foram precisos vários dias de grande suspense para que o ex-vice-presidente de Barack Obama ultrapassasse finalmente a fatídica marca dos 270 grandes eleitores.

Esses grandes eleitores, 538 no total, vão reunir-se em dezembro para designar formalmente Joe Biden como o quadragésimo sexto presidente dos Estados Unidos.

Mas, nestas eleições, não esteve apenas em jogo a presidência.

A futura composição do Capitólio também é crucial e, na Câmara dos Representantes, o cenário é favorável aos democratas, que conservam a maioria, embora ligeiramente reduzida, segundo as projeções.

Para já, não há vencedor no Senado, com 48 assentos atribuídos a cada um dos partidos. Os resultados no Alasca e na Carolina do Norte ainda não são conhecidos e os dois assentos da Geórgia só serão atribuídos em janeiro.

O controlo da câmara alta é essencial já que a aprovação de qualquer nova legislação dependerá do voto favorável dos senadores.

Houve também eleições para o cargo de governador em 11 Estados, a maioria dos quais deverão ficar nas mãos dos republicanos.