Última hora
This content is not available in your region

Áustria e Lituânia entre os primeiros a ter "Passaporte Verde"

euronews_icons_loading
À porta deste restaurante em Viena, as novas regras: só clientes testados, vacinados ou recuperados da Covid-19 podem entrar
À porta deste restaurante em Viena, as novas regras: só clientes testados, vacinados ou recuperados da Covid-19 podem entrar   -   Direitos de autor  BARBARA GINDL/AFP
Tamanho do texto Aa Aa

A Áustria já reconhece o "Passaporte Verde". O documento pode ser guardado no telemóvel, atesta a vacinação ou imunidade à Covid-19, e é fundamental para todas as atividades de lazer.

No primeiro dia da reabertura de restaurantes e esplanadas, o chanceler austríaco deu o exemplo e usou o passaporte verde para se sentar na esplanada de uma cervejaria de Viena. Sebastian Kurz lembra que este passo só é possível porque o quadro pandémico melhorou.

"Graças a Deus, temos taxas de infecção mais baixas do que os peritos previram. E por isso podemos abrir hoje com a consciência tranquila. Vejo rostos felizes entre os responsáveis pela cultura, desporto e turismo e gastronomia. É um dia de alegria, depois de um período de seca de meses," afirmou Kurz à entrada do Jardim da Cerveja de Viena.

Passaporte da Oportunidade

Nas ruas de Vilnius, brinda-se também a uma nova fase de desconfinamento. As autoridades lituanas deram já luz verde à reabertura das esplanadas, mas preparam-se para levantar a maior parte das restrições para os portadores do que chamam de "Passaporte da Oportunidade". Quem for portador de um certificado de imunidade pode, a partir de segunda-feira, jantar dentro de um restaurante, assistir a espetáculos e fazer compras.

O objetivo é incentivar a vacinação - sobretudo entre os mais jovens - e agrada aos comerciantes.

"Estamos muito satisfeitos com esta decisão. Quando as lojas foram fechadas em meados de Dezembro, nunca pensámos que durasse tanto tempo. Nem nos nossos piores pesadelos," desabafa Rimantas Perveneckas, diretor de uma cadeia de lojas de roupa.

Em Portugal, estão em vigor desde esta quarta-feira as regras para a época balnear, embora esta oficialmente só arranque a 12 de junho.

A legislação é muito semelhante à do ano anterior: as praias terão um semáforo a indicar a lotação, exige-se distanciamento social e uso de máscara no acesso ao areal e aos equipamentos de apoio. A grande novidade é que há multas pesadas para quem não cumprir as regras.