EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Quem planeou o 11 de setembro?

Quem planeou o 11 de setembro?
Direitos de autor Brennan Linsley/AP2008
Direitos de autor Brennan Linsley/AP2008
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Recomeçou o julgamento do alegado cérebro dos ataques e de outros 4 acusados.

PUBLICIDADE

O homem que é amplamente apresentado como o alegado cérebro por detrás dos atentados do 11 de setembro está novamente a ser julgado.

Após vários avanços e recuos sobre a jurisdição militar e uma pandemia em curso, Khalid Sheikh Mohammed e outros 4 acusados voltaram esta terça-feira a ser submetidos a julgamento. A data pouco deve ao acaso.

[O sistema judicial no quadro do terrorismo] está tão cheio de erros legais que eles não conseguem levar as coisas do princípio ao fim.
Clive Stafford
Advogado de Direitos Humanos

A controversa retirada americana do Afeganistão e a chegada do vigésimo aniversário dos ataques dão o contexto. Mas que garantias há que desta seja de vez?

"Infelizmente, o que os Estados Unidos fizeram foi não confiar no nosso sistema legal tradicional que existe há mais de 200 anos. E, por isso, foi criado um novo sistema sem qualquer fundamento, em abril de 2003. Está tão cheio de erros legais que eles não conseguem levar as coisas do princípio ao fim", afirma Clive Stafford, advogado de Direitos Humanos.

Uma das questões mais sensíveis nas audiências preliminares prende-se com as provas e informações que virão a público, e que são matéria de segurança nacional. O painel que irá avaliar o processo deverá estar escolhido até janeiro, embora prossigam as críticas à alçada militar e à própria existência da prisão de Guantanamo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA de luto no 11 de Setembro, a data que o mundo não esquece

9/11: Homenagens às vítimas, 20 anos depois

Trump aceita nomeação para corrida presidencial e cita Orbán no discurso