Última hora
This content is not available in your region

"Não obstruam o caminho das mulheres"

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
"Não obstruam o caminho das mulheres"
Direitos de autor  HOSHANG HASHIMI/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Uma equipa feminina afegã de taekwondo diz-se derrotada pelo regime talibã. Em Herat mostram aos jornalistas as muitas medalhas ganhas com as cores do Afeganistão. Ao contrário de muitas praticantes de desporto afegãs, estas mulheres mantêm-se no país. Querem continuar em Herat e por isso lançam um apelo ao governo de Cabul.

"Peço ao Emirado Islâmico que não discrimine entre homens e mulheres. Tal como os homens estão a ser autorizados a estudar, também as mulheres devem ser autorizadas a fazê-lo, permitindo que alcancem os seus objectivos. Não devem obstruir o caminho das raparigas e das mulheres," diz Zahra, uma das cerca de 130 jovens entre os 12 e 25 anos praticam a arte marcial coreana no clube de Herat. Neste momento não estão autorizadas a treinar.

Na semana passada, o novo responsável pelo desporto do governo de Cabul revelou que o regime talibã vai permitir cerca de 400 desportos no país, mas recusou precisar se a prática vai estar aberta às mulheres.

Pouco depois da tomada de poder, um elemento da comissão cultural Talibã afirmou não ser "necessário" que as mulheres praticassem desporto no Afeganistão.