"Não obstruam o caminho das mulheres"

"Não obstruam o caminho das mulheres"
Direitos de autor HOSHANG HASHIMI/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Praticantes de taekwondo em Herat lançam apelo ao governo de Cabul

PUBLICIDADE

Uma equipa feminina afegã de taekwondo diz-se derrotada pelo regime talibã. Em Herat mostram aos jornalistas as muitas medalhas ganhas com as cores do Afeganistão. Ao contrário de muitas praticantes de desporto afegãs, estas mulheres mantêm-se no país. Querem continuar em Herat e por isso lançam um apelo ao governo de Cabul.

"Peço ao Emirado Islâmico que não discrimine entre homens e mulheres. Tal como os homens estão a ser autorizados a estudar, também as mulheres devem ser autorizadas a fazê-lo, permitindo que alcancem os seus objectivos. Não devem obstruir o caminho das raparigas e das mulheres," diz Zahra, uma das cerca de 130 jovens entre os 12 e 25 anos praticam a arte marcial coreana no clube de Herat. Neste momento não estão autorizadas a treinar.

Na semana passada, o novo responsável pelo desporto do governo de Cabul revelou que o regime talibã vai permitir cerca de 400 desportos no país, mas recusou precisar se a prática vai estar aberta às mulheres.

Pouco depois da tomada de poder, um elemento da comissão cultural Talibã afirmou não ser "necessário" que as mulheres praticassem desporto no Afeganistão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Fim da greve na liga feminina de futebol em Espanha

Dakar marcado pela luta dos direitos das mulheres

Ativistas pelos direitos das mulheres pedem boicote ao Rally Dakar