Última hora
This content is not available in your region

Carro armadilhado provoca cinco mortes no Iémen

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
euronews_icons_loading
Carro armadilhado provoca cinco mortes no Iémen
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Um ataque com um carro-bomba provocou pelo menos cinco mortes e cerca de uma dezena de feridos na cidade de Aden, no sul do Iémen. O veículo armadilhado explodiu durante a passagem de uma comitiva oficial onde se encontravam o governador da cidade, Ahmed Lamlas, e o ministro da Agricultura, Salem al-Socotri, que escaparam ambos incólumes.

A cidade de Aden é a sede atual do governo reconhecido pela comunidade internacional, um executivo instável que integra separatistas do Iémen do Sul. A união improvável prende-se com a necessidade de combater os rebeldes Houthis, que controlam a capital do país, numa guerra civil que fez do Iémen o pior desastre humanitário do planeta, de acordo com a ONU.

O primeiro-ministro iemenita, Maeen Abdulmalek Saeed, já prometeu uma investigação ao ataque, que classificou de "terrorista e cobarde". A sua autoria ainda não foi reivindicada. Trata-se do ataque mais mortífero no país desde o atentado de dezembro de 2020, no aeroporto, que provocou 26 mortes.