Oposição denuncia fraudes em escrutínio na Geórgia

Oposição denuncia fraudes em escrutínio na Geórgia
Direitos de autor ASSOCIATED PRESS
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Oposição denuncia fraudes nas eleições autárquicas na Geórgia. Resultados oficiais dão a vitória ao partido do primeiro-ministro Irakli Garibashvili.

PUBLICIDADE

O partido no poder, na Geórgia, ganhou a segunda volta das eleições municipais nas autarquias onde não foi possível apurar um vencedor na primeira volta, que decorreu a dois de outubro.

Os resultados oficiais, divulgados este domingo, estão a ser rejeitados e classificados de fraudulentos pela oposição.

Na capital, Tiblíssi, o candidato do partido Movimento Nacional Unido (MNU), Nika Melia, repudiou os resultados e denunciou várias irregularidades.

Enquanto isso, o partido Sonho Georgiano festeja a vitória em 19 dos 20 municípios onde enfrentou o Movimento Nacional Unido.

O primeiro-ministro Irakli Garibashvili assegurou que o escrutínio decorreu "bem, pacificamente, e de acordo com os resultados preliminares" que o seu partido obteve em cada município.

A segunda volta das eleições realizou-se em apenas alguns municípios, especialmente nas grandes cidades.

A primeira decorreu no dia dois de outubro, um dia após a prisão do antigo presidente Mikheil Saakashvili (e fundador do MNU) que regressou do exílio.

As autoridades justificam a detenção alegando que o antigo chefe de Estado entrou ilegalmente no país

Saakashvili iniciou uma greve de fome em protesto contra a detenção, que classificou de ilegal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Partido Popular espanhol vence eleições na Galiza com maioria absoluta

Sondagem exclusiva Euronews/SOL: AD na frente com 30% e direita com maioria

Russos continuam a homenagear Navalny apesar do risco de detenção. Mais de 400 já foram presos