EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Tibetanos e Uigures acusam China de genocídio e pedem boicote dos Jogos

Tibetanos e Uigures acusam China de genocídio e pedem boicote dos Jogos
Direitos de autor Jae C. Hong/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Jae C. Hong/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Manifestantes desfilaram em São Francisco e Lausanne e exortam as pessoas a não assistir aos jogos organizados por Pequim.

PUBLICIDADE

No dia do arranque dos Jogos de Inverno, Tibetanos, Uigures e pessoas de Hong Kong desfilaram em São Francisco, nos Estados Unidos, para denunciar as violações de direitos humanos na China.

Em Pequim, a população celebrou o arranque dos Jogos Olímpicos de Inverno com uma contagem decrescente. Mas, nem todos partilham o entusiasmo dos residentes da capital chinesa. Tibetanos, Uigures e pessoas de Hong Kong desfilaram em São Francisco, nos Estados Unidos, para denunciar as violações de direitos humanos na China. Os manifestantes exortaram o público a não assistir aos jogos.

O evento desportivo tem estado no centro de um braço de ferro político. Os Estados Unidos, a Austrália, o Reino Unido e o Canadá anunciaram em dezembro um boicote diplomático dos jogos organizados pela China.

A Suíça foi outro dos países palco de protestos contra Pequim e contra o Partido Comunista Chinês. Em Lasusanne, os manifestantes acusaram o país de levar a cabo um genocídio contra tibetanos e uigures e apelaram ao boicote do evento.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Massacre de Tiananmen foi há 33 anos

WTA suspende torneios na China

Expectativas baixas para a cimeira entre a União Europeia e a China