EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Ucrânia e Rússia acordam criação de corredores humanitários

Segunda ronda de negociações entre Ucrânia e Rússia não conduz ao fim das hostilidades
Segunda ronda de negociações entre Ucrânia e Rússia não conduz ao fim das hostilidades Direitos de autor Maxim Guchek/BelTA
Direitos de autor Maxim Guchek/BelTA
De  Nara Madeira com AP
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Rússia e Ucrânia chegaram a acordo para a criação de corredores humanitários para a evacuação da população civil mas não para o fim das hostilidades.

PUBLICIDADE

A segunda ronda de negociações entre Ucrânia e Rússia terminou mas a ofensiva no terreno não. Ainda assim, as partes chegaram a acordo para a criação de corredores humanitários para a evacuação da população civil, bem como para a entrega de medicamentos e alimentos nos locais onde decorrem combates mais violentos, com a possibilidade de haver um cessar-fogo temporário durante a evacuação.

Nas redes sociais o Conselheiro do chefe de gabinete do presidente da Ucrânia escrevia que infelizmente, os resultados de que a Ucrânia necessita ainda não foram alcançados. Foi acordada uma solução apenas para a organização de corredores humanitários. 

Por seu lado, a Rússia fala em avanços. Vladimir Medinsky, o líder da delegação de Moscovo a estas negociações dizia considerar que houve "um progresso significativo". Acrescentando que "a Federação Russa apela às pessoas que se encontraram nesta situação para utilizarem estes corredores humanitários - no caso de as hostilidades continuarem - ou fazerem tudo o que puderem para que as hostilidades possam cessar".

Para a Ucrânia as principais reivindicações continuam por resolver, são elas o fim dos ataques por parte da Rússia a território ucraniano e o regresso das tropas inimigas a casa. Enquanto isso não acontece os ucranianos continuam a ser obrigados a fugir do seu país.

Outras fontes • FMIN

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guerra na Ucrânia: mais de meio milhão de pessoas abandonaram já o país

Zelenskyy pede fim das restrições à utilização de armamento norte-americano contra a Rússia

Pelo menos 11 pessoas morreram em ataques na Ucrânia