EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Turquia e Arménia sentam-se à mesma mesa

Ararat Mirzoyan (à esquerda) aperta a mão a Mevlut Cavusoglu, em Antalia, no sul da Turquia
Ararat Mirzoyan (à esquerda) aperta a mão a Mevlut Cavusoglu, em Antalia, no sul da Turquia Direitos de autor Cem Ozdel/AP
Direitos de autor Cem Ozdel/AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeira reunião entre ministros dos Negócios Estrangeiros em mais de uma década

PUBLICIDADE

Há 13 anos que Turquia e Arménia não tinham uma reunião ao nível ministerial. São vizinhos, mas já escreveram um século de história hostil. Nas últimas décadas, a Turquia escolheu apoiar o Azerbaijão na contenda sobre Nagorno Karabah e em 1993 fechou mesmo a fronteira com a Arménia.

A reunião dos ministros dos Negócios estrangeiros é vista como um importante passo diplomático.

"Na nossa reunião acordámos na continuação da fase de normalização com o objectivo de estabelecer relações diplomáticas sem condições prévias e a abertura de fronteiras," declarou Ararat Mirzoyan, ministro arménio dos Negócios Estrangeiros.

O homólogo turco fez questão de sublinhar que "o Azerbaijão também está satisfeito com os passos que estão a ser dados e com o processo de normalização entre a Turquia e a Arménia". Mevlut Cavusoglu, esteve em Baku há uma semana. "O Azerbaijão apoia este processo," declarou o chefe da diplomacia turca.

Os governos de Ancara e Erevan iniciaram o processo de normalização política em dezembro. 

Os dois ministros encontraram-se à margem do Fórum Diplomático de Antalia, que se tornou nos últimos dias um dos principais palcos de análise diplomática da guerra na Ucrânia, com a presença de vários responsáveis internacionais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mais de 200 detenções em protestos na Arménia

Líderes dos rivais regionais Grécia e Turquia reúnem-se para estreitar relações

Responsáveis da discoteca que ardeu em Istambul detidos para interrogatório