EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Confinamento total em Xangai

Equipas de saúde reforçadas para testar toda a população em Xangai
Equipas de saúde reforçadas para testar toda a população em Xangai Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

26 milhões de pessoas em casa para tentar travar surto de Covid-19 detetado em Março na cidade chinesa

PUBLICIDADE

26 milhões de pessoasconfinadas em Xangai. A totalidade da população do mais importante centro financeiro chinês está em casa devido a um novo surto de Covid-19. O director do grupo de trabalho para o controlo de epidemias já veio assumir que a situação é "extremamente severa". Gu Honghui, citado pelos meios de comunicação estatais chineses, revelou que o surto na cidade "ainda estava a um nível elevado".

O governo de Pequim enviou mais de 10 mil profissionais de saúde de todo o país para reforçar as equipas de tratamento e despistagem.

A maior parte do leste de Xangai, que deveria ter reaberto na sexta-feira passada, permanece fechada juntamente com a metade ocidental da cidade. As autoridades reavaliariam as medidas preventivas após a análise dos resultados dos testes a todos os residentes da cidade. "Antes disso, pede-se aos cidadãos que continuem a seguir as actuais medidas de encerramento e que permaneçam nas suas casas, excepto em situações médicas e outras situações de emergência", disse Gu Honghui.

Xangai comunicou mais de 73.000 infecções de Covid-19 positivas desde o ressurgimento da variante altamente contagiosa do Omicron, em Março. No entanto nenhuma morte foi atribuída a este surto em Xangai.

A taxa de vacinação da China ronda os 90%, mas as vacinas contra o vírus inactivado produzidas internamente são consideradas menos eficientes do que as vacinas contra o mRNA, tais como as produzidas pela Pfizer-BioNTech e Moderna, que são utilizadas no estrangeiro. As taxas de vacinação entre os idosos são também muito mais baixas do que a população em geral, com apenas cerca de metade das pessoas com mais de 80 anos totalmente vacinadas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Crescimento económico chinês aquém das previsões

Cidades chinesas tentam ajustar estratégias para travar pior período da Covid-19

Hong Kong é palco da espetacular corrida anual de barcos-dragão