This content is not available in your region

Museu dos Náufragos reabre em Cabo Verde

Access to the comments Comentários
De  euronews  com LUSA
euronews_icons_loading
Maurizio Rossi chegou a Cabo Verde há 20 anos
Maurizio Rossi chegou a Cabo Verde há 20 anos   -   Direitos de autor  Lusa

O Museu dos Náufragos, na ilha da Boa Vista, em Cabo Verde, reabriu agora dois anos após o início da pandemia da Covid-19.

Aqui é contada a história da Humanidade desde o período dos descobrimentos, da escravatura, do isolamento, da sobrevivência, da seca histórica e da cultura crioula...

O Museu dos Náufragos, em Sal Rei, que abriu em 2019, é o resultado do trabalho de duas décadas de Maurizio Rossi. Para este arqueólogo italiano, a condição de náufrago não é uma coisa do passado, é uma condição que qualquer pessoa pode experienciar, mesmo em pleno século XXI.

Náufrago é uma condição em que todos os homens vivem ao longo da sua vida. É uma pessoa que está perdida no mar da vida sem encontrar uma ilha que pode salvar a sua alma e a sua história. Este é um museu de três andares que começa na parte mais escura da história, da alma, a pirataria, que era um problema grande nesta ilha, e a escravidão.
Maurizio Rossi
Arqueólogo e dono do Museu dos Náufragos

O Museu dos Náufragos foi construído com materiais encontrados na ilha e a mostra permanente expõe a cultura antropológica do arquipélago de Cabo Verde.

Estão aqui expostos centenas de objetos como, por exemplo, achados de naufrágios de navios históricos ao largo da Boa Vista, peças do período dos ataques piratas à ilha, do envio de escravos para as Américas e, também, da arte cabo-verdiana e da sua evolução durante os encontros de culturas...