This content is not available in your region

Portugal repudia retaliação da Rússia

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
António Costa de visita à Roménia
António Costa de visita à Roménia   -   Direitos de autor  RADU BADOIU / GOVT. PRESS OFFICE HANDOUT/EPA

Portugal lamenta e repudia a decisão da Rússia de expulsar cinco funcionários da embaixada portuguesa em Moscovo. O primeiro-ministro português comentou a retaliação do Kremlin em relação à expulsão de 10 diplomatas russos, em abril, mas frisou que não houve corte de relações entre os dois países.

"Nós temos que manter os canais diplomáticos abertos. Eles estão abertos. Não cortámos relações com a Rússia e a Rússia não cortou relações com Portugal... Agora, os canis diplomáticos devem desenvolver-se através de diplomatas. É por isso que nós procedemos à expulsão, atempada, de 10 pessoas que estavam colocadas em Portugal com esse estatuto e que não exerciam essas funções. A Rússia entendeu retaliar... Foi uma opção da Rússia", refere António Costa.

O chefe do Executivo esteve esta, quinta-feira, na Roménia, onde se reuniu com o contingente militar português em missão da NATO. Depois, António Costa segue para a Polónia, onde visita um campo de refugiados ucranianos em Varsóvia. De seguida, desloca-se a Kiev.