EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

União Europeia investiga abate ilegal de árvores na Roménia

A Roménia tem mais de 500 mil hectares de florestas virgens
A Roménia tem mais de 500 mil hectares de florestas virgens Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Verónica RomanoMaia Bondici
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Eurodeputados constatam que florestas romenas supostamente protegidas estão devastadas por abates ilegais

PUBLICIDADE

Na Roménia, todos os anos são cortados 36 milhões de metros cúbicos de madeira, o que equivale a cerca de 14 mil piscinas olímpicas cobertas de troncos de árvores.

Apenas metade destes abates são legais.

Uma delegação de eurodeputados visitou a região para averiguar a situação.

Vi com os meus próprios olhos e a destruição é realmente enorme.
Anna Deparnay
Eurodeputada do Grupo dos Verdes

"Podemos ver que o objetivo da Natura 2000, a lei da UE de proteção da natureza, não está lá a proteger nada. Por isso, tenho-me sentido comovida e estou um pouco zangada. Quero atuar agora", disse Deparnay. 

A Roménia tem mais de 500 mil hectares de florestas virgens. Em teoria, 63% está sob proteção rigorosa. No entanto, a realidade é bem diferente.

É permitido cortar árvores nas áreas da Rede Natura 2000, mas as regras são muito apertadas. 

"Todo o abate de árvores [na Roménia] aprovado nas áreas protegidas Natura 2000 foi feito sem realizar avaliações de impacto ambiental", garante Gabriel Păun, biólogo e fundador da organização não-governamental Agent Green.

"Basicamente, praticam a remoção completa do coberto florestal, sem terem qualquer ideia das espécies e habitats que vão destruir", acrescentou. 

Bruxelas iniciou, então, um processo por infração contra Bucareste.

Por outro lado, as autoridades romenas insistem que estão a proteger as espécies e os seus habitats.

"A área foi inspecionada várias vezes nos últimos dois anos por representantes do primeiro-ministro e pela Guarda Florestal, após queixas da Comissão Europeia", assegura Runceanu Dan, diretor da Agência Nacional para as Florestas de Brașov.

Nunca houve nada de errado.
Runceanu Dan
Diretor da Agência Nacional para as Florestas de Brașov (Roménia)

A Euronews Roménia contactou o ministro do Ambiente do país, que se recusou a comentar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Roménia não proíbe importações de cereais ucranianos

Parlamento Europeu aprova legislação para combater a desflorestação do planeta

UE chega a acordo para proibir produtos ligados à desflorestação