EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Autoridades investigam acidente aéreo na Amazónia

Vítmas do acidente aéreo na Amazónia chegam a Manaus
Vítmas do acidente aéreo na Amazónia chegam a Manaus Direitos de autor Edmar Barros/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Edmar Barros/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os corpos das vítimas já chegaram a Manaus.

PUBLICIDADE

Os corpos das 14 pessoas que seguiam a bordo do avião que se despenhou na Amazónia já chegaram a Manaus. As autoridades brasileiras dizem que se tratou do acidente aéreo mais mortífero dos últimos anos. O acidente aconteceu no sábado.

Numa conferência de imprensa, o Secretário de Estado da Segurança do Amazonas, Vinicius Almeida, disse que o avião, um bimotor turbo-hélice EMB-110 fabricado pelo construtor aeronáutico brasileiro Embraer, não conseguiu aterrar em Barcelos no meio da chuva intensa.  O avião saiu da pista depois de aterrar. Morreram os 12 passageiros e os dois membros da tripulação.

De acordo com a investigação inicial, os passageiros eram todos homens brasileiros que se deslocavam à região para praticar pesca desportiva.

"As nossas equipas estão no terreno desde o momento do acidente para prestar o apoio necessário", escreveu o governador Wilson Lima nas redes sociais**_._**

O avião tinha partido de Manaus, a capital do estado do Amazonas, com destino a Barcelos, num voo de cerca de 90 minutos. Segundo as autoridades, dois outros aviões que se aproximavam de Barcelos por volta da mesma hora voltaram para Manaus por causa do mau tempo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ponto de viragem na Amazónia: 47% da floresta ameaçada pelas alterações climáticas e pela desflorestação

Brasil: foram chamados para salvar crianças, mas acabaram numa operação de "salvamento" de armas

Cheias no Brasil deixam mais de 100 mortos e milhares de desalojados