EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

França e Bélgica evacuam aeroportos por razões de segurança

Aeroporto de Ostende, Bélgica
Aeroporto de Ostende, Bélgica Direitos de autor KURT DESPLENTER/AFP
Direitos de autor KURT DESPLENTER/AFP
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os dois países europeus sofreram recentemente atentados terroristas e têm sido alvo de várias ameaças.

PUBLICIDADE

Os alarmes de segurança soaram em vários aeroportos franceses, esta quarta-feira. Pelo menos seis -  Lilles, Lyon (Bron), Nantes, Nice, Toulouse e Paris-Beauvais - foram evacuados e o tráfego aéreo atrasado, ou mesmo interrompido. 

As autoridades também voltaram a fechar o Palácio de Versalhes, encerrado já três vezes nos últimos cinco dias, por razões de segurança.

França está em alerta máximo antiterrorismo, desde sexta-feira, 13 de outubro, após um homem ter assassinado um professor e ferido outras duas pessoas num ataque à faca, na cidade de Arras.

De acordo com o ministro francês do Interior, Gerald Darmanin, a polícia realizou 183 detenções em todo o país devido a atos antissemitas, desde que o Hamas atacou Israel, a 07 de outubro.

Bélgica evacua aeroporto

Também na Bélgica, onde ainda esta segunda-feira, um homem com ligações ao radicalismo islâmico matou dois turistas suecos, foram retiradas pessoas do aeroporto de Ostende.

Berlim palco de ataque antissemita

A comunidade judaica de Berlim foi abalada por um ataque antissemita a uma sinagoga da cidade. Dois cocktails molotv foram atirados contra o edifício, durante a noite, sem causar vítimas. 

O chanceler alemão, Olaf Scholz, condenou o incidente afirmando ser "inaceitável" a ocorrência de "episódios violentos acompanhados de mensagens antissemitas".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

França despede-se de professor vítima de ataque à faca

França aperta medidas de segurança antes da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos

Ucraniano pró-russo detido em hospital francês por suspeita de planear um atentado