EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Empresa de Robert de Niro vai pagar por discriminação de género

Robert de Niro
Robert de Niro Direitos de autor Seth Wenig/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Seth Wenig/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Tribunal de Nova Iorque condenou produtora de Robert de Niro a pagar 1,25 milhões de dólares a ex-vice-presidente por "discriminação de género e retaliação"

PUBLICIDADE

A empresa de Robert de Niro, "Canal Productions", terá de pagar uma indemnização de 1,25 milhões de dólares à ex-vice-presidente e antiga assistante pessoal do ator norte-americano, Graham Chase Robinson. 

O júri de um tribunal de Nova Iorque considerou que a produtora é responsável de "discriminação de género e retaliação", depois de Robinson - que trabalhou para a empresa entre 2008 e 2019 - ter acusado de Niro de a submeter a um "ambiente de trabalho tóxico". 

A empresa lançou, por seu lado, um processo de 6 milhões de dólares contra a vice-presidente, acusando-a nomeadamente de usar fundos para gastos pessoais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Robert de Niro chama "palhaço" a Donald Trump à porta do tribunal

Conheça a mulher que está a quebrar barreiras na liderança da indústria espacial na Azercosmos

Militares ucranianas também lutam contra a desigualdade de género na linha da frente