Ataques russos com drones e mísseis matam cinco civis na Ucrânia

Efeitos do bombardeamento russo na cidade de Kostiantynivka, na região de Donetsk
Efeitos do bombardeamento russo na cidade de Kostiantynivka, na região de Donetsk Direitos de autor Iryna Rybakova/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Iryna Rybakova/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Ricardo Figueira com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um drone russo matou um casal em casa, na região de Sumy. Tropas ucranianas retiram-se de Lastochkyne, uma aldeia a oeste de Avdiivka.

PUBLICIDADE

Esta segunda-feira de manhã, a Rússia lançou mais uma série de drones e mísseis contra a Ucrânia. Na aldeia de Yunakivka, região de Sumy, um drone matou um casal dentro de casa. A Rússia lançou, ao todo, sete mísseis de vários tipos e 14 drones Shahed. 

A Força Aérea da Ucrânia diz ter intercetado nove drones e três mísseis. Estes últimos ataques mataram pelo menos cinco civis ucranianos.

Na frente de batalha, o chefe de Estado-maior das Forças Armadas russas visitou o posto de comando, num local não revelado, na Ucrânia, onde condecorou vários militares.

Os principais confrontos continuam centrados em torno da cidade de Avdiivka, uma cidade nos arredores de Donetsk que as forças russas capturaram no dia 18 de fevereiro, ao fim de uma batalha que durou quatro meses.

No mais recente revés para Kiev, as tropas ucranianas retiraram-se de Lastochkyne, uma aldeia a oeste de Avdiivka.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Zelenskyy diz que 2024 vai ser "ano decisivo" para a Ucrânia. Macron reúne líderes europeus em Paris

31 000 soldados ucranianos mortos desde o início da invasão russa

Lisboa juntou-se a milhares de europeus no apoio à Ucrânia dois anos depois da invasão russa