EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Explosões perto de base aérea iraniana aumentam a tensão

Suposto ataque Israelita ao irão
Suposto ataque Israelita ao irão Direitos de autor AP/AP
Direitos de autor AP/AP
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Fontes norte-americanas indicam que Israel terá atacado um alvo numa cidade do Irão. Não foram atingidas instalações nucleares ou civis. As autoridades israelitas ainda não confirmaram o ataque.

PUBLICIDADE

O Irão afirmou que disparou baterias de defesa aérea na sexta-feira, tendo sido relatadas explosões perto de uma importante base aérea na cidade de Isfahan, informou a agência noticiosa estatal IRNA.

Não é claro se o país estava a ser atacado, mas as tensões continuam elevadas após o ataque sem precedentes de mísseis e drones do Irão contra Israel.

O exército israelita ainda não comentou sobre o sucedido. Entretanto, a Agência Internacional de Energia Atómica (IAEA) publicou na rede social X que não há registo de danos em localizações iranianas nucleares.

A IRNA adiantou que as defesas iranianas dispararam em várias províncias. A agência não explicou a razão que terá levado as baterias a disparar, embora testemunhas em toda a área tenham relatado que ouviram os sons dos disparos.

Israel prometeu responder ao ataque sem precedentes do Irão no fim de semana, deixando a região preparada para uma nova escalada após meses de combates em Gaza. Os aliados pediram a Israel que se abstivesse de dar qualquer resposta ao ataque, que poderia entrar numa espiral.

Na quinta-feira, os Estados Unidos vetaram uma resolução da ONU, amplamente apoiada, que teria aberto caminho para a adesão plena do Estado da Palestina às Nações Unidas. A votação no Conselho de Segurança, composto por 15 membros, teve 12 votos a favor, a oposição dos Estados Unidos e duas abstenções.

Por outro lado, os Estados Unidos e o Reino Unido anunciaram a imposição de uma nova série de sanções ao Irão. As medidas foram tomadas no momento em que os líderes da União Europeia, reunidos em Bruxelas, se comprometeram a reforçar as sanções contra o Irão, tendo em vista as entregas de drones e mísseis aos seus representantes em Gaza, no Iémen e no Líbano.

As sanções dos EUA visam indivíduos e entidades que produzem motores para drones e estão envolvidos na produção de aço. As últimas medidas britânicas visam várias organizações militares iranianas, indivíduos e entidades envolvidas nas indústrias de drones e mísseis balísticos do Irão.

Voos comerciais e mercados asiáticos afetados

Várias companhias aéreas estão a evitar o espaço aéreo iraniano na sequência dos relatos de explosões perto de Isfahan. Os meios de comunicação social estatais iranianos, juntamente com outras agências noticiosas do Irão, relataram o som de uma explosão na província de Isfahan.

Os sistemas de defesa aérea foram ativados em várias províncias iranianas e os voos comerciais no espaço aéreo iraniano sofreram restrições.

As transportadoras Emirates e FlyDubai, sediadas no Dubai, começaram a desviar os seus voos para a zona ocidental do Irão sem dar qualquer explicação. Os avisos da aviação local apontavam para a possibilidade de encerramento do espaço aéreo. Os meios de comunicação social estatais iranianos reconheceram os desvios de voos comerciais e relataram o som de explosões, mas a causa destes incidentes permaneceu pouco clara.

As bolsas asiáticas caíram na sexta-feira, com o Nikkei a descer 3,5% devido à forte venda de ações relacionadas com semicondutores e outros pesos pesados do mercado. As tensões no Médio Oriente pesaram sobre o sentimento dos investidores em toda a região.

Os preços do petróleo subiram cerca de 3 dólares, após a agência de notícias estatal IRNA ter informado que o Irão disparou baterias de defesa aérea na manhã de sexta-feira, após relatos de explosões perto da cidade de Isfahan.

O índice de referência japonês Nikkei 225 caiu 3,51% para 36.742,05. O fornecedor de equipamentos de semicondutores Lasertec foi o maior perdedor, com uma quebra de 9,7% nas negociações desta manhã. 

Mas a maioria das outras grandes ações relacionadas com a tecnologia também caíram. Renesas cedeu 7,3%, Tokyo Electron perdeu 7,8% e Sony Group Corp. caiu 3,3%.

A Toyota Motor Corp caiu 3,7%. A taxa de inflação global do Japão em março desacelerou para 2,7%, enquanto o índice principal, excluindo alimentos frescos e custos de energia, moderou para 2,9%, marcando a primeira vez desde novembro de 2022 que o índice caiu abaixo de 3%.

O iene ficou ligeiramente mais firme em relação ao dólar americano, com este último a cair para 153,80 ienes japoneses de 154,64 ienes.

Os mercados estão à espera do próximo passo do banco central japonês depois de ter aumentado a sua taxa de juro de referência no mês passado pela primeira vez em 17 anos, pondo fim a uma política de longa data de taxas negativas destinada a impulsionar a economia. Mas a taxa permanece próxima de zero.

PUBLICIDADE

O mercado bolsista de Taiwan abriu em baixa na sexta-feira. A partir das 11:37 da manhã em Taipé, o principal índice bolsista de Taiwan caiu 714,27 pontos ou 3,52% para 19586,93 .

O ataque iraniano de sábado marcou a primeira vez que Teerão lançou um ataque militar direto contra Israel. As autoridades israelitas afirmaram que o Irão lançou mais de 300 drones e mísseis, 99% dos quais foram interceptados pelas defesas aéreas em conjunto com os EUA, a Grã-Bretanha, a França e a Jordânia. O ataque teve lugar menos de duas semanas depois de um suposto ataque israelita na Síria ter matado dois generais iranianos num edifício do consulado iraniano em Damasco.

As tensões regionais aumentaram desde o início da última guerra entre Israel e o Hamas, a 7 de outubro, quando o Hamas e a Jihad Islâmica - dois grupos militantes apoiados pelo Irão - levaram a cabo um ataque transfronteiriço que matou 1200 pessoas em Israel e raptou outras 250. Israel respondeu com uma ofensiva em Gaza que causou uma devastação generalizada e matou mais de 33.900 pessoas, de acordo com as autoridades sanitárias locais.

*os nossos jornalistas estão a atualizar esta informação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Um morto e oito feridos em ataque a base militar iraquiana

Centrais nucleares iranianas não foram danificadas após alegado ataque israelita

O que se segue para o Irão depois da morte do presidente?