EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

China e Sérvia anunciam acordo global de comércio livre

China e Sérvia anunciam acordo global de comércio livre
China e Sérvia anunciam acordo global de comércio livre Direitos de autor Darko Bandic/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Darko Bandic/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O anúncio foi feito durante a visita de Xi Jinping a Belgrado, esta quarta-feira. Segundo o vice-presidente do Centro para a China e Globalização, o reconhecimento da ilha de Taiwan como parte da China é crucial para uma “boa relação económica” com Pequim.

PUBLICIDADE

A China e a Sérvia anunciaram que assinaram um acordo global de comércio livre, durante a visita do presidente Xi Jinping a Belgrado. Este acordo vem reforçar ainda mais os laços económicos e políticos entre o “gigante asiático” e o país dos Balcãs.

O anúncio surgiu num momento de grande tensão política entre Pequim e a União Europeia, depois de o assistente do eurodeputado alemão de extrema direita Maximilian Krah ser acusado de espiar para a China.

Veículos elétricos fazem parte da estratégia de expansão da China

Os veículos elétricos constituem uma parte importante da estratégia de expansão da China na Sérvia, segundo as agências internacionais. De acordo com o vice-presidente do Centro para a China e Globalização, Victor Gao, se a Sérvia se tornar num centro de produção de veículos elétricos “muito importante”, o país vai garantir a aceleração da “transição dos veículos movidos a combustíveis fósseis para veículos elétricos”.

Para além disto, Victor Gao deu a entender, de acordo com as agências internacionais, que o reconhecimento da ilha de Taiwan como parte da China é crucial para o estabelecimento de uma “boa relação económica” com Pequim.

"A mensagem é simples: se tratarmos a China como um país igual, podemos cooperar. Se não tratarmos a China como um país igual, se quisermos falar mal da China, desrespeitar a China e violar a política de "uma só China", não teremos todos estes benefícios económicos", explicou Gao. 

Os líderes europeus conservadores Viktor Orbán, primeiro-ministro da Hungria, e Aleksandar Vučić, presidente da Sérvia, têm procurado fortalecer os laços económicos com a China, convidando o país asiático a envolver-se em grandes investimentos em infraestruturas, em energia e tecnologia, bem como no fabrico de produtos.

Depois da passagem pela Sérvia, o líder chinês vai deslocar-se a Budapeste, na Hungria, para a última etapa da sua viagem à Europa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Xi Jinping já chegou a Belgrado para uma visita de dois dias

Xi Jinping assinala 25 anos do bombardeamento da embaixada chinesa em Belgrado

Macron e Xi Jinping pedem "trégua global" durante os Jogos Olímpicos de Paris