EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

O cometa "mais brilhante" vai passar pela terra pela primeira vez em 71 anos. Como vê-lo?

O Cometa 12P/Pons-Brooks
O Cometa 12P/Pons-Brooks Direitos de autor AP Photo/Gianluca Masi, the director of the Virtual Telescope Project
Direitos de autor AP Photo/Gianluca Masi, the director of the Virtual Telescope Project
De  Roselyne Min com AP
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Embora o cometa 12P/Pons-Brooks não seja visível a olho nu, os especialistas dizem que pode ser visto com um par de binóculos ou um telescópio.

PUBLICIDADE

Em breve, pela primeira vez em 71 anos, poderemos ver um dos mais brilhantes cometas conhecidos.

De acordo com os especialistas, o cometa 12P/Pons-Brooks está atualmente a aproximar-se da Terra. Para a maioria de nós, será a única vez na vida que o poderemos ver.

O cometa deverá atingir o seu ponto mais próximo do Sol a 21 de abril e estará mais próximo da Terra a 2 de junho, de acordo com os astrofísicos.

O Projeto Telescópio Virtual, um serviço online prestado pelo Observatório Astronómico Bellatrix, em Itália, divulgou imagens do cometa recolhidas na cidade toscana de Manciano, que tem um dos céus mais escuros da península italiana.

"Neste momento, há um cometa muito bonito a atravessar o céu noturno. Trata-se do cometa 12P/Pons-Brooks", disse Gianluca Masi, diretor do Projeto Telescópio Virtual.

"Este cometa é o chamado cometa periódico. Significa apenas que está a mover-se numa órbita à volta do Sol, trazendo-o periodicamente para o sistema solar interior para visitar o rei aqui, que é o Sol. A cada período, neste caso, a cada 71 anos, o cometa regressa ao seu periélio", acrescentou Masi.

Como é que o podemos ver?

Embora o cometa não seja visível a olho nu, os especialistas dizem que, com condições climatéricas favoráveis, pode ser visto com binóculos ou com telescópio no hemisfério norte até ao final do mês.

À medida que se aproxima do seu periélio - o ponto mais próximo da sua órbita do Sol - começará a desaparecer de vista.

Em junho, será algo que apenas os habitantes do hemisfério sul poderão ver.

A próxima oportunidade de ver o 12P/Pons-Brooks será por volta do verão de 2095.

O cometa 12P/Pons-Brooks tem mostrado regularmente grandes aumentos de brilho. Este fenómeno, frequentemente designado por "outbursts", excita particularmente os observadores do céu, segundo Masi.

Com um período orbital de cerca de 71 anos, este é um dos cometas periódicos mais brilhantes que se conhecem.

Masi diz que o cometa Hale-Bopp, um dos cometas mais brilhantes da história a passar pela Terra, foi o mais notável que o Projeto do Telescópio Virtual captou.

Ao passar o seu periélio, em abril de 1997, o cometa dominou o céu noturno e foi visível a olho nu durante 18 meses, um recorde.

"Aquele cometa em 1997 [Hale-Bopp] foi, honestamente, a rainha dos cometas para mim. Embora outros cometas - muito mais brilhantes - tenham sido visíveis mais recentemente, o cometa Hale-Bopp foi o vencedor porque foi visível a olho nu durante meses", acrescentou Masi.

Editor de vídeo • Roselyne Min

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Como evoluiu a disparidade salarial entre homens e mulheres na Europa?

Acidente com foguetão da SpaceX deixa satélites da Starlink na órbita errada

Ariane 6 está a caminho das estrelas com satélite português a bordo